Se ninguém entende, é Contabilidade. Se ninguém entende e não faz sentido, é Informática.

Visto que esta cada vez mais na moda o uso de smartphones, o Infoconta começará a dar dicas de aplicativos que podem ajudar no nosso dia-a-dia e que tenha haver com o tema principal do blog: Informática e Contabilidade.

A primeira dica vai para o APP Receita Federal – Para dispositivos com Android visto que estamos no período de declarações de Imposto de renda e restituição esse app veio calhar.

O aplicativo pode ser baixado direto do seu smartphone ou pelo link http://goo.gl/TbVPe

Segue abaixo a descrição do app no Google Play

image

Aplicativo da Receita Federal do Brasil destinado às Pessoas Físicas.
Nesta segunda versão do APP Pessoa Física foram atualizados os serviços de consulta CPF e restituição IRPF, que agora armazenam registros no histórico, permitindo maior facilidade na repetição de consultas.  O serviço Orientações Gerais teve seu texto atualizado, de acordo com a legislação.  Foram também disponibilizados novos serviços como o Perguntão IRPF2013 (com diversas questões respondidas sobre o IRPF), o Pagando o Imposto (que permite consultar e imprimir o DARF para pagamento das cotas do IRPF desde 2006), o cálculo (que realiza o cálculo mensal e anual do imposto de renda) e um teste de conhecimentos (uma forma divertida de conhecer a legislação do IRPF).

image   image  image

Robson Moraes | Analista de Sistema | Um dos loucos da InfoConta

Facebook Twitter

[tweetmeme source=”vinnimoraes”]

Boa noticia para as empresas e a classe contábil em geral, com esta ampliação do teto do lucro presumido de 48 milhões para 72 milhões é possível, para algumas empresas, crescer em vendas sem se preocupar em ter que alterar o regime tributário.

Ressalto, que além de optar pelo lucro presumido, se faz necessário um planejamento tributário especifico para cada empresa no seu respectivo ramo de atividade, e sempre elaborado por um profissional capacitado.

Medida provisória aprovada ontem pelo Senado amplia o número de empresas que podem optar por uma forma de tributação considerada menos burocrática e que permite o pagamento de um imposto menor: o cálculo a partir do lucro presumido.

Por esse sistema, a empresa estima um lucro com base na aplicação de alguns percentuais sobre a receita bruta -daí o nome “presumido”.

Isso facilita a contabilidade e reduz custos. Além disso, dependendo do faturamento da empresa, resulta num imposto menor.

A maior parte das empresas que estão no regime de lucro presumido recolhe 3% de Cofins e 0,65% de PIS. No sistema de cálculo pelo lucro real, as alíquotas são 7,6% e 1,65%, respectivamente.

Pela lei em vigor, poderiam escolher o sistema de lucro presumido as empresas que faturassem até R$ 48 milhões, valor que não era reajustado desde 2002.

O projeto aprovado praticamente dobra o teto, para R$ 72 milhões anuais, o que amplia o número de empresas beneficiadas, mas pode levar a uma perda de arrecadação de R$ 1 bilhão por ano.

O texto segue para sanção da presidente Dilma, que deve sancioná-lo, segundo o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM).

MAIS DESONERAÇÃO

A MP também amplia o número de setores beneficiados pela desoneração da folha de pagamento, dos 15 propostos pelo governo para 35. Eles podem trocar a contribuição de 20% sobre a folha de salários por uma alíquota de entre 1% e 2% sobre a receita bruta.

Entre os setores incluídos pelos parlamentares estão transporte metroviário, rodoviário, infraestrutura aeroportuária, armas de guerra, empresas jornalísticas e reciclagem de resíduos sólidos.

Braga disse, porém, que Dilma deve vetar parte dos setores porque não há “previsão orçamentária”. “Não é que o governo não concorde, mas acha que isso deveria ser feito com cuidado para não descumprir a Lei de Responsabilidade.”

Autor da emenda que incluiu as empresas jornalísticas, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) disse esperar que não haja vetos.

Os setores contemplados já estão com a folha desonerada desde janeiro, mas a MP carecia de aprovação no Congresso. A matéria perderia a validade amanhã se não fosse votada.

Outra emenda aprovada aumenta de 1% para 4% a dedução no IR para pessoa física ou jurídica que doar para programas de tratamento do câncer e de deficiência física.

Fonte: Folha de São Paulo.

 

Alex Cichella Zoratti

Pois é gente a internet não é somente para ver vídeos engraçados, bisbilhotar a vida alheia nas redes sociais, pode e deve ser usado para a evolução de SER e TER.

Tenho encontrado muitos amigos com dificuldade para se organizarem financeiramente, mas bastam dois minutos de papo para ver que oque falta para eles não é passar em um concurso publico ou ter um salario de 7 mil reais e sim de  EDUCAÇÃO financeira.

Isso seria um assunto para o contador do do Blog Alex C. Zoratti, mas vou ousar a entrar nesse território visto que também envolve informática e por ser um assunto que eu gosto.

Existe muitas publicações na internet e livros sobre educação financeira, mas os termos técnicos e os cálculos complexos afastam muitos que tentam ler esse tipo de publicação ainda nas primeiras paginas. Por isso o livro em questão me chamou atenção por ser fácil leitura e sem o termos complexos das publicações técnicas.

Podemos usar a internet para tudo, mas não custa nada dedicar um pouco do seu tempo para aprender não acha ?

Vou fazer outros posts sobre essa assunto no decorrer do ano, então vamos ao livro.

A Sociedade da Fortuna, uma aventura sobre os segredos do dinheiro, é lançada de maneira inovadora.

image   O que aconteceria se um garoto, aborrecido com as   brigas familiares causadas por problemas financeiros, descobrisse uma sociedade que guarda os segredos do dinheiro?

   É isso que os leitores vão descobrir no romance que ensina lições de educação financeira com uma linguagem simples e divertida. O livro pode ser baixado gratuitamente pela internet no site www.sociedadedafortuna.com.br

A Sociedade da Fortuna conta a história da família Bezerra e seus problemas financeiros: dívidas, entrar no cheque especial, fazer compras por impulso, brigas causadas pelo dinheiro… Todas as situações que são corriqueiras para muitos brasileiros, infelizmente.

Porém, certo dia, Lucas Bezerra, o garoto de 14 anos, conhece com um membro da Sociedade da Fortuna, que lhe propõe um desafio que pode salvar a família Bezerra de seus problemas financeiros. Lucas terá pouco tempo para desvendar segredos, vivenciar experiências fantásticas e conhecer um novo mundo. Caso tenha sucesso, conseguirá entrar para a Sociedade e descobrirá a verdade sobre o dinheiro.

Fugindo dos termos rebuscados dos livros de finanças, A Sociedade da Fortuna é uma aventura que traça um verdadeiro mapa do que acontece com as finanças das famílias brasileiras. O livro fornece, de forma didática, um método para lidar melhor com o dinheiro.

Baixe o livro gratuitamente em  www.sociedadedafortuna.com.br

 

Robson Moraes | Analista de Sistema | Um dos loucos da InfoConta

Facebook Twitter Google Reader Flavors.me

[tweetmeme source=”vinnimoraes”]

 

Gabaritos Divulgados: http://www.cfc.org.br/uparq/Gabaritos_ExSuf_2_2012.pdf 

 

Bacharel

 

Tecnico

Fonte: CFC

Alex Cichella Zoratti

Com o apoio de várias entidades, entre as quais o CRCPR, o Conselho de Jovens Empresários da Associação Comercial do Paraná (ACP) vai realizar dia 15 de setembro (sábado) em Curitiba, o Feirão do Imposto 2012. Uma passeata pela redução da carga tributária e reformulação fiscal fará o trajeto entre a ACP e a Boca Maldita.

__uploads_downloads_feiraodoimpostologoO principal objetivo é mostrar ao consumidor a alta carga tributária paga sobre produtos consumidos no dia a dia. Em 2012, o impostômetro – instalado em frente ao prédio da ACP – bateu a marca de R$ 1 trilhão em arrecadação de impostos federais, estaduais e municipais, com 15 dias de antecedência com relação a 2011.

No dia do Feirão, entre 10h e 14h, serão instaladas duas barracas na rua XV de Novembro, contendo produtos de utilização mais comum e a indicação de quanto custam com o imposto cobrado e quanto custariam sem tributo. Algumas mercadorias como água mineral (44% de impostos) e açúcar (32%) estão entre os maiores vilões do consumo básico.

O Feirão do Imposto surgiu há nove anos em Santa Catarina e faz parte hoje de mobilização nacional encabeçada pela Confederação Nacional dos Jovens Empreendedores (Conaje), realizada em diversas cidades. De acordo com o coordenador do CJE, Henrique Domakoski, o Feirão é uma maneira de chamar a atenção de muitos cidadãos que acreditam não pagar tributos. “Poucos sabem quanto pagam e como o dinheiro é gasto na gestão pública”. A presidente do CRCPR, Lucélia Lecheta, reforça dizendo que essa é uma maneira de conscientizar a população e também de pressionar por uma reforma tributária – iniciativa que os brasileiros aguardam há anos.

Fonte: CRC/PR

Alex Cichella Zoratti

No último dia 10/08/2012 foi publicado no Diário Oficial da União a edição das Resoluções do CFC 1.402/12 e 1.403/12 que tratam respectivamente da Certidão de Regularidade Profissional e DECORE Eletrônica.

Balancing the AccountsA primeira revogou a resolução CFC 1.363/11 que dispunha acerca da Declaração de Habilitação Profissional DHP, e tem por finalidade comprovar, exclusivamente, a regularidade do Profissional da Contabilidade perante o Conselho Regional de Contabilidade na data da sua emissão. Já a segunda altera alguns dos dispositivos exarados na resolução CFC 1.364/11 que dispõe sobre a DECORE Eletrônica.

Atenção especial deve ser dada ao artigo 4º e Anexo II da resolução CFC 1.364/11 (agora alterada pela resolução 1.403/12). O artigo 4º trata da necessidade de prestação de contas das DECORES emitidas quando atingido o limite de 50 (cinquenta), enquanto o ANEXO II descreve os documentos que podem fundamentar a emissão da DECORE.

Salientamos as alterações relativas a documentação necessária para a emissão da DECORE nos casos da natureza de “pró labore” e quando emitidas para “autônomos”. Quando o rendimento for proveniente de pró labore além da escrituração contábil no livro diário se faz necessária a apresentação da GFIP com a comprovação de sua transmissão.

Para a emissão de DECORE a “autônomo” além da documentação base é fundamental o comprovante de recolhimento ou retenção dos tributos obrigatórios.

As resoluções poderão ser acessadas no sitio do Conselho Federal de Contabilidade através do Linkhttp://www.cfc.org.br/sisweb/sre/Default.aspx. Mais uma vez a divisão de fiscalização do CRC PR primando pela fiscalização preventiva alerta os profissionais quanto a necessidade de atentarem as disposições contidas nas citadas resoluções.

Fonte: CRC/PR

Alex C. Zoratti

Atenção para não perder o prazo!

Candidatos a exercer a profissão contábil podem se inscrever no exame de suficiência até 7 de agosto. As provas serão aplicadas dia 23 de setembro, das 8h30 às 12h30, em todo o país.

2012_07_26_exameSuficiencia_eSó pode se inscrever para a prova de bacharel em Ciências Contábeis o candidato que esteja no último ano do curso ou que tenha efetivamente concluído a graduação em Ciências Contábeis. Só pode se inscrever para a prova de técnico em contabilidade aquele que tiver efetivamente concluído o curso de Técnico em Contabilidade.

A aprovação no exame é obrigatória para requerer o registro profissional. Os aprovados têm prazo de dois anos.

Inscrição: http://www.cfc.org.br/sisweb/exame/inscricao/

Fonte: CRC/PR

Alex C. Zoratti